MEU PONTO DE VISTA: A RESPOSTA DELICADA ACALMA O FUROR, MAS A PALAVRA DURA AUMENTA A RAIVA


Nós vivemos num mundo de pessoas estressadas, que por qualquer coisa, às vezes até insignificante, estão prontas para agredir com palavras duras, PELAS REDES SOCIAIS; isso quando já não partem para a agressão física. E não são só os adultos que agem assim. As crianças de hoje, por qualquer coisa banal estão se agredindo verbalmente e fisicamente, com socos e pontapés.

Sou Jornalista Radialista locutor animador e diretor de programação Com registro profissional TRT-1899 desde dos 19 anos e tenho observado que a cada ano que passa, o problema da agressividade e dos palavrões tem aumentado consideravelmente entre as crianças que convivem com a "cultura da violência", seja ela verbal ou fisicamente, na rua, na escola, ou na própria família. E a televisão, juntos com a internet, com certeza dá a sua grande parcela de contribuição, para que essa situação se agrave cada vez mais.

Mas agora, falando para nós, que somos cristãos, que deveríamos ser o "sal da terra" ou o "perfume suave", quantas vezes já fomos indelicados, estúpidos, grosseiros, usando palavras que feriram corações e causaram tristeza e desânimo para aqueles que estariam precisando de bálsamo para a alma? Estamos tão acostumados com notícias de violências, que já nem nos impressionam mais, quando crianças, jovens e velhos são vítimas dessa onda avassaladora que atingem a todos.

Mas poucos ficam sabendo sobre a violência silenciosa que atinge as famílias, destruindo os relacionamentos de seus membros, quando deveria reinar a paz, a solidariedade, a compreensão, o amor e a felicidade! É em nosso lar, que mostramos quem realmente nós somos, o nosso verdadeiro rosto, sem fingimento, sem máscaras! Estou sendo delicado com a família, nos momentos em que os ânimos estão alterados e as emoções descontroladas ou estou colocando mais "lenha na fogueira"? Estou dando respostas dura, usando palavras indelicadas, com tom de voz agressivo, que até os anjos se retiram de nossas casas, para não terem que ouví-la ?

"As palavras bondosas são como o mel: doce para a alma e saúde para o corpo". Provérbios 16: 24.
Estamos usando palavras como: "muito obrigado"; "por favor", "seria possível", "me dá licença", "que comida gostosa que você fez querida","como você está linda (o)", e a palavra que deixa qualquer um nas nuvens "eu te amo"! A nossa vida não seria muito melhor e mais feliz se usássemos todos os dias, em nosso local de trabalho e principalmente em nosso lar, essas palavrinhas mágicas? Deus nos deixou conselhos maravilhosos em sua Palavra, e um deles nós encontramos em Provérbios 15: 23: "Saber dar uma resposta é uma alegria; como é boa a palavra certa na hora certa"! Quantos corações não seriam feridos e machucados se seguíssemos esse conselho divino! Devemos pensar muito ao abrir a nossa boca para dar respostas, ou dizer alguma coisa que irão causar tristezas, ódios, desavenças, brigas, separações e trevas para o caminho daqueles que talvez já seja cheio de espinhos, pelas circunstâncias da vida! Você tem revidado palavras duras com a mesma moeda? Você tem ficado irado, sem controle de suas emoções, no local de trabalho, com seus amigos ou mesmo em sua casa? Não se estresse, pois "Quando o tolo é ofendido, logo todos ficam sabendo, quem é prudente faz de conta que não foi insultado".

Provérbios 12: 16. Meu querido amigo e amiga, que a nossa boca possa ser "um manancial de vida" (Prov. 10: 11), para todos aqueles que convivem conosco ou para aqueles que apenas cruzarem o nosso caminho! Provérbios 15: 1.